Los Angeles

domingo, 13 de janeiro de 2013


No livro Los Angeles (Editora Bertrand Brasil; 490 páginas), de Marian Keyes, o enredo é a continuidade da saga da família irlandesa Walsh. Desta vez, conta as aventuras e desventuras de Margaret, a irmã mais velha de Rachel do livro Férias!. Tida pela família como a perfeitinha, ao contrário das outras quatro irmãs tão cheias de defeitos, Margaret ou Maggie, daqui por diante, enfrenta as agruras de um divórcio. Acreditando na infidelidade do marido Paul, ela quer a separação e passar uma temporada em Hollywood para perplexidade de toda a família. 

Hospedada na casa da amiga Emily, em Los Angeles, ambas se inserem no mundo das sub-celebridades norte-americanas. Enquanto Emily negocia com os estúdios locais a produção do seu roteiro, Maggie se passa por sua assistente para se enturmar com o meio artístico. Este é retratado de modo muito festivo e glamouroso, exigindo das amigas idas constantes à praia para obter aquele bronzeado, aos salões de beleza para repaginar o visual, aos badalados shoppings para comprar roupas e sapatos novos e às festas para beber muito martíni e encontrar um novo amor para Maggie e fazer o networking de Emily.

E, assim, vivendo intensamente cada momento e gastando à vontade a grana da conta bancária exclusiva para os supérfluos femininos [adorei a ideia!], Maggie tenta esquecer o marido traidor, envolvendo-se em amores relâmpagos como o caso com Troy – apelidado de teflon humano – e com Lara – sim, há um momento de dúvida sexual. Porém, nessa temporada hollywoodiana, há os reveses: Maggie reencontra Shay, o namoradinho da adolescência – o que provoca aquele frisson no coração dela –, recebe a visita dos pais e das irmãs – que acreditam que ela está sofrendo muuuito com a separação, e, ainda, a inesperada visita de Paul – que a procura por uma tentativa de reconciliação.

***

Comentário:
Não estou lendo os livros de Marian Keyes na ordem cronológica de publicação porque estou adquirindo-os pelo site LivraLivro conforme a disponibilidade das trocas. Li primeiro Férias!, que foi o segundo a ser publicado pela autora, e agora Los Angeles, que foi o sexto. Gostei bem mais deste! Faz o tipo leitura gostosinha e despretensiosa, de curta duração. Embora meu senso de humor não seja tão aguçado, eu me diverti com todas as peripécias de Maggie na tentativa de esquecer os problemas ocasionados pelo divórcio e a todo custo se apaixonar por outra pessoa. Por trás da trama, o assunto é sério. Como sobreviver ao divórcio? Percebi que esta é a receita das obras de Marian Keyes: escrever histórias recheadas com comicidade e nas entrelinhas uma pitada de seriedade. A próxima leitura é Sushi.

3 comentários:

  1. Oi Daniella
    Descobri seu blog esta semana e adorei!
    Vi suas dicas de resenha e vou colocá-las em prática. Obrigada!
    Sabe que ainda não consegui me apaixonar pelos livros da Marian?! Tenho amigas que amam...mas vou tentar ler com outros olhos.
    Bjks mil e um ótimo final de semana

    http://blogdaclauo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cláudia! Obrigada pela visita.

      Eu também não curti muito a Marian Keyes. Eu ainda prefiro Sophie Kinsella e Carole Matthews.

      Mas vale a pena tentar ler outros autores, é como uma autodescoberta, né?

      Abs. e bom fim de semana!

      Excluir
  2. Oi, Dani!

    Eu sou completamente apaixonada por Marian keyes, amo seus livros e a forma que ela satiriza as tragédias familiares.

    Me diverti muito lendo Los Angeles!

    Beijo!


    Livros, Bobagens e Guloseimas!

    @Livrosbg



    ResponderExcluir

Entre aspas

A palavra amor é um eufemismo para abrandar um pouco a verdade ferina da palavra cio.
Fisiologicamente, verdadeiramente, amor e cio vêm a ser uma coisa só.
(Júlio Ribeiro, 1845-1890)

Seguidores

Últimos Comentários

©LEITURA DO MOMENTO

Todos os Direitos Reservados