Sushi

domingo, 21 de dezembro de 2014

Sushi (Bertrand Brasil; 569 páginas) é o terceiro livro da autora Marian Keyes publicado no Brasil. [O primeiro é Melancia e o segundo é Férias!]. A trama se passa em Dublin, na Irlanda, e são três as personagens principais que se encontram ao longo da história: Lisa Edwards, Ashling Kennedy e Clodagh Kelly, todas elas em busca da felicidade plena ao lado de um companheiro por toda a vida.

A workaholic Lisa é enviada a Dublin para criar uma nova revista feminina. Espumando de ódio pela “promoção” que não era a dos seus sonhos, faz o tipo de chefe autoritária e esnobe. Tem uma equipe reduzida e um orçamento mais ainda. Porém, como sua vida profissional é um sucesso, sua revista também há de ser. Por outro lado, a vida pessoal está em frangalhos. Como Oliver tem a coragem de separar-se dela?

Ashling consegue uma vaga de emprego na revista Garota. Insegura e neurótica, ela tem por hábito consultar o tarô e a esfregar as mãos em Buda antes de sair de casa, além de carregar uma bolsa lotada de remédios para todos os tipos de dores por onde quer que vá. A vida social é intensa na companhia dos amigos Joy e Ted. Depois que conheceu Marcus, ela não sabe ao certo se ele é seu namorado ou não... Se bem que ele a procura sempre, então deve ser...

Clodagh parece ser a mulher mais bem resolvida da trama: é casada com Dylan, tem dois filhos Craig e Molly, e uma casa maravilhosa – a qual tem sido decorada por ela rotineiramente, basta que se sinta enjoada das cores do papel de parede. Porém, em plena crise existencial, não sabe exatamente o quê está faltando. Almeja uma mudança urgente e radical no estilo de vida que leva. Um amante, talvez? Quem sabe...

***


Comentários:
“Leitura agradável de uma semana full time. Pelo meu momento de vida, fiquei estarrecida ao constatar que a felicidade feminina depende da união com uma pessoa. O que as três personagens tinham em comum era a busca incessante pelo amor ideal. Será que é impossível ser feliz sozinha? Bem, o fato é que, por páginas a fio, não entendia por que o nome Sushi para o título do livro. A descoberta foi tardia, mais próximo do fim, quando Jack Divino tenta conquistar alguém pelo estômago... O meu é que não seria. Odeio sushi! Mas, ele seria uma ótima companhia... kkk”.

***

De Marian Keyes, também já li Los Angeles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre aspas

A palavra amor é um eufemismo para abrandar um pouco a verdade ferina da palavra cio.
Fisiologicamente, verdadeiramente, amor e cio vêm a ser uma coisa só.
(Júlio Ribeiro, 1845-1890)

Seguidores

Últimos Comentários

©LEITURA DO MOMENTO

Todos os Direitos Reservados